Pele flácida? Dicas para uma pele mais apertada

Pele flácida? Dicas para uma pele mais apertada

Em um mundo ideal, nossa pele sempre produzirá a mesma quantidade de colágeno. Quanto mais fibras de colágeno, mais firme e mais jovem a pele. Mas, infelizmente, a partir dos 25 anos, a sua pele decompõe mais fibras de colagénio do que produz. O resultado? Pele mais fraca.

Neste artigo explicamos as causas da flacidez da pele, como prevenir a flacidez da pele e o que você pode fazer a respeito.

Pele relaxada: as causas

A pele mais fraca no rosto e no corpo pode ter várias causas. A rapidez com que a sua pele envelhece e a rapidez com que se torna menos firme, é de 20% devotada a fatores genéticos, mas a uma proporção muito maior (80%) a influências externas.

Causas da flacidez da pele podem ser:

  • Velhice
  • Fumar
  • Comida insalubre, muitos açúcares.
  • Estresse.
  • Radiação UV.
  • Diminuição do tamanho do osso, por exemplo, uma redução do nosso crânio.

Pele mais fraca devido à velhice

Leia também: Colágeno Hidrolisado funciona

Quer gostemos ou não: a firmeza da pele diminui com o passar dos anos. Isso tem a ver com o colapso do colágeno.

Mesmo que você viva com muita saúde, não fume e não tenha estresse, não há como escapar. A natureza determinou que a quebra dessas importantes fibras de colágeno é acelerada ao longo dos anos. Como resultado, a pele perde a firmeza e parecerá menos completa, firme e livre de rugas ao longo dos anos.

Pele flácida devido ao tabagismo

O fumo do tabaco contém milhares de substâncias que causam o envelhecimento da pele.

As toxinas do tabaco e da fumaça do cigarro fazem com que a pele se torne rapidamente mais fina e mais fraca. Além disso, a formação de rugas ocorre mais rapidamente, entre outras coisas ao redor da boca, devido à contração repetida e relaxamento dos músculos nessa zona.

Pele flácida devido a alimentos não saudáveis

A influência de uma dieta saudável na pele bonita e forte é maior do que você pensa. Há uma abundância de superalimentos com substâncias como o selênio, que mantêm a pele elástica e forte. Isso evita a flacidez da pele.

Você pode encontrar selênio em, entre outras coisas, nozes, peixes e crustáceos e mariscos. Vitaminas e minerais – em qualquer forma – também contribuem para uma pele saudável. E não se esqueça de beber bastante água. Uma pele bem hidratada é menos propensa a relaxar e parece radiante e firme. 1,5 litros por dia é a norma.

Influência do estresse na sua pele

Aqueles que estão estressados ​​dormem menos bem. Você pode ver isso diretamente na pele. É menos robusto. O estresse prolongado pode levar à flacidez da pele. Proporcione descanso adequado para evitar ressecamento e flacidez da pele.

A flacidez da pele devido à radiação UV

As influências nocivas do sol têm muita influência na sua pele. Pele que é regularmente exposta ao sol é menos provável de produzir colágeno e colágeno é quebrado mais rapidamente. O resultado: uma pele que se enfraquece mais rapidamente.

Pele flácida devido a uma diminuição no tamanho do osso

Você sabia que a massa do nosso crânio está diminuindo ao longo dos anos? Para as mulheres, esse processo começa por volta dos 25 anos, para os homens apenas aos 45 anos. Um crânio menor garante que a pele se solte ao redor da cabeça e também relaxa a linha da mandíbula. Nós não temos influência sobre isso.

Envelhecimento e calvície

Envelhecimento e calvície

À medida que as pessoas envelhecem, a taxa de crescimento de pêlos diminui.

Existem muitos tipos de perda de cabelo , também chamados de alopecia :

Leia também: Hair Loss Blocker funciona

  • A alopecia involucional é uma condição natural na qual o cabelo gradualmente se afina com a idade. Mais folículos pilosos entram na fase de repouso, e os pêlos restantes ficam mais curtos e menos numerosos.
  • A alopecia androgenética é uma condição genética que pode afetar homens e mulheres. Homens com esta condição, chamada calvície de padrão masculino , podem começar a sofrer perda de cabelo logo na adolescência ou início dos 20 anos. É caracterizada por uma linha fina receding e pelo desaparecimento gradual dos pelos da coroa e couro cabeludo frontal. As mulheres com essa condição, chamada de calvície feminina, não experimentam afinamento perceptível até os 40 anos ou mais. As mulheres experimentam um desbaste geral em todo o couro cabeludo, com a perda de cabelo mais extensa na coroa.
  • Alopecia areata muitas vezes começa de repente e causa perda de cabelo irregular em crianças e adultos jovens. Esta condição pode resultar em calvície completa (alopecia totalis). Mas em cerca de 90% das pessoas com a doença, o cabelo retorna dentro de alguns anos.
  • A alopecia universal faz com que todos os pêlos do corpo caiam, incluindo as sobrancelhas, cílios e pêlos pubianos.
  • A tricotilomania , observada com maior frequência em crianças, é um distúrbio psicológico em que uma pessoa puxa o próprio cabelo.
  • O eflúvio telógeno é um adelgaçamento temporário do cabelo no couro cabeludo que ocorre devido a mudanças no ciclo de crescimento do cabelo. Um grande número de cabelos entra na fase de repouso ao mesmo tempo, causando queda de cabelo e subsequente desbaste.
  • Alopecias cicatrizes resultam em perda permanente de cabelo. Condições inflamatórias da pele (celulite, foliculite, acne) e outras desordens da pele (como algumas formas de lúpus e líquen plano) muitas vezes resultam em cicatrizes que destroem a capacidade de regeneração do cabelo. Pentes quentes e cabelos muito apertados e puxados também podem resultar em perda de cabelo permanente.

Calvície masculina

Calvície masculina

Calvície de padrão masculino (MPB) é de longe o tipo mais comum de perda de cabelo, sendo responsável por cerca de 95% da perda de cabelo nos homens. Calvície de padrão masculino pode chutar a qualquer momento se a sua vida – tão cedo quanto seus adolescentes, ou tão tarde quanto seus cinquenta ou sessenta anos, se você tiver sorte! Afeta até um terço de todos os homens e, com a idade de cinquenta anos, estima-se que 50% dos homens estejam com perda de cabelo significativa .

Leia também: Hair Loss Blocker 

Também conhecida como alopecia androgenética, a calvície de padrão masculino é algo que milhões de homens estão passando atualmente – mas, apesar de sua prevalência, é na verdade uma das condições de perda de cabelo mais difíceis de detectar.

Eu tenho calvície masculina?

Apesar de ser tão comum, calvície masculina é realmente muito difícil de detectar – você pode nem perceber que você tem em primeiro lugar! Com o MPB, você não perde punhados de pêlos no chuveiro, e não notará manchas balding perfeitamente redondas no seu couro cabeludo, como acontece com a alopecia areata.

Calvície de padrão masculino encurta o ciclo do cabelo e faz com que o cabelo fique mais fino ao longo do tempo. Você ainda pode estar perdendo a quantidade normal de cabelo (os especialistas acreditam que perdemos 50-100 pêlos a cada dia), mas quando os pêlos voltam a crescer, eles ficarão mais finos, com menos pigmento, e ficarão na sua cabeça por um tempo. menor tempo antes de cair e repetir o processo novamente. Eventualmente, alguns folículos irão parar de produzir um cabelo completamente.

Com o tempo, os homens com calvície de padrão masculino perceberão que seu cabelo está ficando cada vez mais fino – especialmente na coroa e nas têmporas. Os homens também podem começar a sentir uma linha fina recuada, que recua continuamente para trás até encontrar o cabelo ralo na coroa.

Centros De Estética

Centros De Estética

Esthestic Centre, acreditamos na criação de beleza que dura. Nossos esteticistas licenciados e altamente treinados oferecem uma variedade de tratamentos de beleza e garantem que cada visita seja confortável e gratificante para você. A partir do momento em que você entra pela porta, fica evidente que sua satisfação geral é nosso principal objetivo.

Leia também: Bellacare

Nós nos especializamos em depilação de corpo inteiro para homens e mulheres. Da depilação à depilação a laser, garantimos que cada consulta deixa a sua pele suave e cuidada.

Revelar a beleza dentro de você começa em nosso escritório, mas não deve terminar quando você sair de casa. Nós tomamos o tempo para educá-lo durante a sua visita para que você leve para casa um conhecimento valioso que ajudará na manutenção dos resultados que você deseja para os próximos anos. Se você tiver dúvidas ou preocupações durante as suas visitas, recomendamos que você pergunte. É uma prioridade para nossa equipe que você se sinta confortável e confiante em relação à sua visita atual e a cada uma delas.

Você merece pele lisa, saudável e bonita. Walk-ins são bem-vindos, mas os compromissos são sempre recomendados. Ligue para nós hoje!

Especial Laser!

Epionce® é uma linha de produtos profissionais baseada em evidências, vendida exclusivamente para médicos e outros profissionais de cuidados com a pele licenciados, para garantir que você receba um programa abrangente e eficaz de cuidados com a pele, específico para suas necessidades. Visite www.epionce.com para saber mais sobre Epionce e toda a sua linha de cuidados com a pele. Ao visitar o site, você pode criar uma conta pessoal para permitir que você solicite produtos que serão enviados diretamente à sua casa. Nós ficaríamos felizes em lhe fornecer esse código.

Fonte: https://www.mulherk.com.br/bellacare-funciona-anvisa-preco-e-onde-comprar-colageno-bellacare/

Tratamentos ajudam a suavizar rugas e marcas de expressão no rosto

Tratamentos ajudam a suavizar rugas e marcas de expressão no rosto

As expressões dizem muito sobre nós.
Com os anos, a aparência muda e as rugas surgem.
Do G1, em São Paulo

FACEBOOK
Muita gente não gosta do que vê no espelho. Tem uma ruga aqui, uma marca de expressão ali… Mas existem formas de suavizar essas marcas. O Bem Estar desta terça-feira (5) mostrou quais os tratamentos mais indicados para a saúde do seu rosto. Participaram do programa a consultora e dermatologista Márcia Purceli e a dermatologista Luciana Lourenço.

CURTA O BEM ESTAR
Siga o programa nas redes sociais
facebook.com/bemestar
twitter.com/bemestar
As expressões dizem muito sobre nós. Com os anos a aparência muda e as rugas surgem. Entretanto, nem todo mundo gosta. De acordo com a doutora Márcia Purceli, as principais queixas são em relação a ruga de expressão, pele amassada, manchas e flacidez.

Saiba mais: Proteína asiática

Para a ruga de expressão, o melhor tratamento é a toxina botulínica, que atua na função muscular. Já para a pele amassada, o creme antirruga alimenta e nutre a pele durante a noite, por exemplo.

As manchas dão aspecto de pele envelhecida e maltratada, por isso muitas pessoas reclamam. Para tratar, é fundamental associar o uso do filtro solar com alguns cremes. O laser é outra opção de tratamento. Já para a flacidez, tem o uso de preenchedores nos sulcos da boca e bochecha.

saiba mais
Tira-dúvidas: colágeno, cuidados com o rosto e alimentação
As dermatologistas alertam que o ideal é cuidar desde cedo do rosto para que os sinais do envelhecimento demorem mais a aparecer. E elas dão a dica sobre o melhor antirruga do mundo: o filtro solar. Ele previne manchas e rugas.

Pés ressecados: Causas, tratamentos, dicas e mais!

Pés ressecados: Causas, tratamentos, dicas e mais!

Os pés são áreas naturalmente sensíveis do nosso corpo. E muitas vezes, como não é uma parte em evidência na nossa estética, ignoramos no dia a dia e não fazemos os cuidados necessários como hidratação e esfoliação.

Daí quando menos percebemos, estamos com pés ressecados, ásperos e até com rachaduras e fissuras, características essas que podem trazer ainda mais complicações à saúde. Para evitar esse tipo de problema, confira a seguir como tratar e dicas para evitar pés ressecados.

Pés ressecados

Causas dos pés ressecados
É normal que os pés tenha um ressecamento natural, afinal são uma das poucas partes do nosso corpo que não têm pêlos ou glândulas sebáceas, logo não tem lubrificação natural. Mas não só por isso o ressecamento acontece, como também por situações ou hábitos agravantes, tais como:

Leia também: pé ressecado tratamento caseiro

Andar frequentemente descalço; sapatos não servem apenas para proteger os pés de sujeiras;
Uso frequente de sapatos abertos, como chinelos, sandálias e outros modelos; os pés ficam expostos e ressecam com mais facilidade;
Problemas de alterações de peso, com obesidade;
Problemas vasculares;
Problemas de pele nos pés, causados por fungos ou bactérias, como micose, por exemplo;
Desidratação, tanto da pele quanto no organismo;
Fatores hereditários;
Falta de alimentação balanceada e nutritiva que compromete a saúde da pele;
Pode também ser algum sintoma de alguma doença que esteja se manifestando no corpo, como dermatite de contato por alergia, psoríase, diabetes ou insuficiência venosa.
A primeira recomendação antes de tratar pés ressecados é descobrir a origem desse ressecamento, que como vimos acima, pode ser causado e agravado por vários problemas. Consulte um dermatologista para avaliar seu caso.

Em casos de dúvidas e suspeitas, exames podem ser necessários e até mesmo consultas com outros médicos de outras especialidades.

Dicas e cuidados para pés ressecados
Evite andar descalço! Esteja sempre calçado de forma confortável.
Evite também andar com sapatos abertos, principalmente fora de casa, como com sandálias rasteiras; os pés ficam muito expostos e ainda podem ter contato com sujeiras e substâncias que prejudicam ainda mais a pele.
Use cremes hidratantes nos pés diariamente.
Utilize os cremes nos pés e coloque meias antes de dormir, para assim o creme agir durante toda a noite.
Evite tomar banhos muito quentes, pois podem descamar peles debilitadas, como as dos pés, por exemplo;
Se você tem mania de lixar muito a pele dos pés, você pode estar causando essa super sensibilidade. Os pés precisam de camada protetora, portanto apenas lixe a pele dos pés cerca de 1 vez por semana, depois de uma esfoliação, por exemplo. Mais do que isso pode tornar muito sensível sua pele.
Faça massagens em si mesmo! Sente-se na cama, pegue algum creme ou óleo hidratante para pés e massageie a área. Isso vai ajudar você a relaxar mais e também a hidratar os pés ressecados. Coloque meias e durma bem.
Como tratar pés ressecados?
um pé ressecado e o outro não

Além das dicas de cuidados diários acima para evitar pés ressecados, você também pode investir em tratamentos com pomadas, cremes e outros métodos para acelerar a hidratação nos pés, tais como:

Utilize pomadas hidratantes, cicatrizantes ou reparadoras, como Nebacetin, Bepantol ou Hipoglós, por exemplo;
Cuidado com os cremes que contenham uréia na composição, pois podem causar ardência se sua pele já estiver cortada por conta de rachaduras mais profundas nos pés;
Utilize cremes específicos com substâncias hidratantes para pés, os quais podem incluir D-pantenol, uréia, ácido hialurônico, dentre outros. Você também pode pedir cremes manipulados para uma melhor hidratação ao seu dermatologista.
Cremes para pés ressecados
Não faltam produtos bons no mercado a preços acessíveis, e outros bem mais caros, que possam nos ajudar com pés ressecados. São alguns dos mais usados pelas mulheres:

Nativa SPA creme para os pés, O Boticário: Solução mais densa e cremosa, perfeita para hidratar intensamente. Aplique antes de dormir e acorde com os pés macios.
Ekos Castanha para os pés, Natura: Creme bem consistente, facilmente absorvido pela pele, e ainda tem um perfume bem gostoso.
Creme para os pés, Granado: Logo depois do banho, com os pés levemente úmidos, aplique o creme e faça uma massagem. Possui efeito hidratante e relaxante.
Creme com ureia, Ligia Kogos: Traz resultados de hidratação gradativos aos pés. Tem ativos fortes que tratam rachaduras, asperezas e fissuras.
Creme Dermopés: Melhora consideravelmente rachaduras e fissuras nos pés, deixando-os mais relaxados e com uma melhor aparência.
Bepantol para pés ressecados
A linha Bepantol Derma é famosa por ser um aliado na hidratação e cuidados de beleza nas pessoas. Para os pés ressecados, também é muito útil trazendo uma hidratação eficaz, além de pele macia e lisinha, sem rachaduras ou fissuras.

Você pode aplicar nos pés todas as noites antes de dormir, junto ou separado do seu hidratante para pés. Também pode ser usado como finalizar após alguma esfoliação feita nos pés, assim a pele absorve bem melhor.

Tratamentos caseiros para pés ressecados
Pés de molho com hidratante:
Seja enquanto assiste um filme ou enquanto estuda na sua escrivaninha, deixe seus pés mergulhados numa bacia com água morna misturado a um pouco de sabonete líquido ou um pouco de creme hidratante.

Faça movimentos massageando um pé com o outro. É bem relaxante e deixa os pés macios. Quando a água começar a esfriar, tire os pés, enxágue, seque bem, passe um hidratante e fique um tempo com meias para o creme absorver bem.

Esfoliação de açúcar no banho:
Num potinho, coloque um pouco de sabonete líquido e uma colherzinha de açúcar, criando um creme esfoliante. Sente-se num banquinho e aplique nos pés, massageando bem. Cuidado para não colocar muito açúcar e ferir a pele sensível dos pés.

Não lave com água muito quente, e sim morna É um tipo de esfoliação bem profunda, portanto faça apenas 1 vez por mês. Ao sair do banho, finalize com hidratante para não deixar a pele dos pés exposta.

Massagem com vaselina:
A vaselina tem forte poder hidratante tanto quanto o Bepantol. Todo mundo tem em casa ou é bem baratinho de ser comprada em farmácias. Basta aplicar nas áreas ressecadas do pé, massagear e esperar secar.

Vaselina é uma substância lubrificante extremamente escorregadia, portanto cuidado para não cair ao passar nos pés e levantar, ok? Uma opção é passar nos pés antes de dormir.

Dez sinais de que a sua pele está sofrendo os efeitos do estresse

Dez sinais de que a sua pele está sofrendo os efeitos do estresse

As suas emoções favorecem o surgimento de acne, alergias e infecções
Leia também: Problemas de pele

Quando o estresse faz parte da rotina, a pele é uma das mais afetadas. A tensão provoca alterações hormonais diversas no corpo e libera algumas substâncias na corrente sanguínea. Com isso, há uma queda na imunidade e o corpo fica mais vulnerável a infecções e outros problemas. “No rosto, por exemplo, é visível o surgimento de descamações, áreas avermelhadas e ressecadas, olheiras e pele sem brilho”, conta o dermatologista Anderson Bertolini, diretor médico da Clínica Bertolini, em São Paulo. Peles oleosas também ficam com os poros mais dilatados e a derme mais grossa. Conheça outros problemas da pele estressada e veja dicas para amenizá-los, além – é claro – de combater o estresse.

Acne
Cravos e espinhas são muito mais comuns na adolescência, mas podem surgir na fase adulta por alguns fatores, incluindo o excesso de tensão. “O estresse aumenta a produção das glândulas sebáceas e deixa a pele mais oleosa, favorecendo o surgimento da acne”, explica o dermatologista Anderson.

A primeira recomendação dos dermatologistas é não cutucar esses cravinhos. “Os micro-organismos presentes nas unhas podem causar um processo inflamatório na acne, piorando o estado da pele e aumentando as chances de virar uma cicatriz”, afirma o dermatologista Fernando de Freitas, de São Paulo. Em vez disso, lave o rosto duas vezes por dia com sabonete neutro, use apenas produtos indicados por seu médico para a sua pele e evite abusar de doces, frituras e gorduras, que aumentam a oleosidade da pele.

Alergias
Segundo o dermatologista Anderson, o estresse age nas células do tecido conjuntivo associadas às reações alérgicas, chamadas mastócitos. “Com isso, aumenta a coceira e o prurido”, diz o médico. Para evitar que a alergia de pele piore, adote as dicas da dermatologista Pietra Martini, da Clínica Priméra, em Campinas (SP):

– Aplique uma camada espessa de hidratante com filtro solar na área afetada para evitar manchas;

– Lave a pele apenas com água fria enquanto houver alergia;

– Evite coçar, para não aumentar a lesão;

– Caso a irritação persista, consulte um dermatologista.

Dermatite Seborreica
Essa doença provoca lesões avermelhadas e que descamam a pele – sobretudo o couro cabeludo – e é causada por um fundo chamado pityrosporum ovale, que se alimenta do sebo produzido pelas glândulas da pele. Segundo a dermatologista Thais Pepe, médica especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a dermatite seborreica é facilmente tratada. “Os tratamentos costumam envolver o uso de xampus que combatem oleosidade, caspa ou fungos; loções para o controle da inflamação e das caspas e até mesmo medicações de uso oral que venham a controlar a oleosidade”, conta a médica. Além disso, ela lembra a importância de expor a pele ao sol (com filtro solar e fora do período entre as 10h e 16h), pois os raios solares ajudam a amenizar o problema.

Furúnculo
Essa infecção é muito comum em regiões com dobras ou pelos, como virilha e bumbum. “O furúnculo se transforma em um nódulo endurecido, vermelho e bem dolorido e, se não for tratado, pode virar uma ferida com pus”, conta Anderson Bertolini. Além do tratamento antibiótico, o furúnculo precisa ser drenado. “Mas é um médico que vai determinar a hora certa e fazer esse procedimento com higiene e técnica adequadas”, reforça Thais Pepe.

SAIBA MAIS

Tratamento caseiro para furúnculos funcionam?

Tire 11 dúvidas comuns sobre furúnculos

Herpes
Esse problema é causado por um vírus do próprio organismo e desencadeado por fatores como estresse, sol e baixa imunidade. Feridas em formato de bolhas aparecem no corpo – principalmente nos lábios e nos genitais. “É preciso iniciar uma medicação oral para evitar o aumento de herpes, além de aplicar creme tópico para diminuir a transmissão”, conta a dermatologista Thais.

Micose
A micose é uma infecção é causada por fungos que se proliferam em ambientes úmidos, fechados e quentes. “Ela é um dos sinais de que o sistema imunológico está deficiente”, conta o dermatologista Anderson. Para conter esse problema, Thais Pepe dá a seguinte orientação: seque o local após o banho todos os dias e use antifúngicos orais e tópicos (pomadas) indicados por um dermatologista.

Rosácea
Caracterizada por uma vermelhidão no rosto, a rosácea também pode apresentar nódulos, pus, inchaços e vasinhos. “Tensão, ansiedade, estresse são fatores desencadeantes e o quadro pode piorar com o consumo excessivo de álcool e exposição solar”, alerta Anderson Bertolini. Além disso, a pele com rosácea é muito mais sensível a produtos cosméticos, sendo importante evitar substâncias que possuem ácidos e álcool. Dependendo do grau de rosácea, é necessário realizar tratamento medicamentoso.

Psoríase
Ela é uma doença inflamatória crônica, não contagiosa e caracterizada por lesões avermelhadas e que descamam. “A psoríase costuma aparecer no couro cabeludo, nos cotovelos e nos joelhos”, conta Anderson Bertolini. Além de controlar o estresse – que é um agravante do quadro -, é importante tomar sol e hidratar a pele. “Use de preferência hidratantes sem ureia na formulação e sem perfume”, orienta a dermatologista Thais Pepe.

Envelhecimento precoce
Perda da vitalidade, diminuição da elasticidade, linhas de expressão e manchas são os principais sinais do envelhecimento da pele, de acordo com o dermatologista Anderson. Para evitar que esse problema seja precoce, vale a pena controlar as emoções, uma vez que o estresse pode acelerar a ação dos radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento das células. Exposição solar exagerada, falta de hidratação adequada e tabagismo são outros fatores que podem antecipar o aparecimento de rugas.

Olheiras
As bolsas e manchas escuras embaixo dos olhos são decorrentes, principalmente, de noites mal dormidas. “Um bom corretivo ajuda a disfarçar, mas, se as olheiras forem permanentes, a solução é procurar um dermatologista para tratar da forma correta”, conta o maquiador Marcelo Marques, de São Paulo. Ele lembra que a pele do resto é muito sensível – ainda mais nessa região – e pode ser manchada com facilidade. “Por isso, devemos tomar muito cuidado com receitas caseiras para não piorar a situação”, alerta.

Segundo a dermatologista Cristina Graneiro, diretora médica da clínica La Liq, os cremes mais indicados para amenizar as olheiras são à base de ácido tioglicólico ou vitamina K. A vitamina C também ajuda, tanto como antioxidante, quanto como clareador. “É fundamental também usar filtro solar, pois o acúmulo de melanina pode piorar a aparência da olheira”, conta a profissional.

Os 5 exercícios para acabar com a flacidez

Os 5 exercícios para acabar com a flacidez

A flacidez pode atingir a pele e os músculos. Para combatê-la, o melhor é investir em um treino de musculação

Leia também: Flacidez

Não tem escapatória, na hora de acenar para alguém, o braço vai dar o sinal de vida da flacidez. E não é somente nessa região do corpo que ela pode aparecer. O incômodo pode surgir na parte inferior do rosto, pescoço, tríceps (parte interna dos braços), abdome, em baixo da axila (costas), coxas e glúteos.

“A flacidez possui diversos causadores, como envelhecimento, gravidez, obesidade, oscilações bruscas de peso e a má alimentação. Mas os principais fatores são o sedentarismo e o emagrecimento rápido”, explica Misiane Ávila, orientadora física da academia Smart Fit, em São Paulo.

Pele e músculos
Existem dois tipos de flacidez: aquela que se concentra na pele e a outra que se dá na musculatura. A primeira é caracterizada por uma frouxidão no tecido e surge por vários motivos, como excesso de sol, gravidez, efeito sanfona e o próprio envelhecimento natural, que geralmente começa após os 30 anos.

“Já a segunda surge principalmente pela falta de atividade física, além da passagem do tempo”, conta Misiane. E esses dois tipos de flacidez podem ocorrer ao mesmo tempo. Portanto, é importante avaliar qual das duas está de forma predominante para selecionar o método mais eficaz de combatê-la.

“Entretanto, tanto uma como a outra se beneficia pela prática de exercícios físicos e hábitos alimentares saudáveis”, aponta Cacá Ferreira, gerente técnico corporativo da academia Cia Athletica, em São Paulo.

Contra flacidez, atividade física
A musculação é a atividade física mais indicada para acabar com a flacidez. Isso porque ela enrijece os músculos e tonifica a pele, mas também existe como opção as atividades funcionais.

“Naturalmente, a prática de exercícios deixa os músculos mais firmes, contribuindo também para a melhoria do tônus da pele. Por incrementar a produção dos fibroblastos, células que produzem fibras, a pele mantém a qualidade do colágeno e da elastina, ficando mais firme e elástica”, conta Misiane.

E os resultados, ou seja, a redução da flacidez, de acordo com Caê Rodrigues, orientador físico e personal trainer de Santos, acontecem, em média, de 4 a 6 meses.

Treino para acabar com a flacidez
Confira cinco exercícios montados pelos profissionais que prometem reduzir a flacidez.

Flexão de braços

Flexão de braço pode ser feito apoiado com as pontas do pés no chão ou com os joelhos encostados no solo. © iStockphoto.com/Antonio_Diaz

Ajoelhe-se e espalme as mãos no chão na linha do ombro. Levante os pés em um ângulo de 45 graus (quem estiver em um nível avançado, pode realizar o exercício apoiada na ponta dos pés). Abaixe o tronco, dobrando os cotovelos até a direção do peito e suba lentamente. Execute o exercício em 3 ou 4 séries de 12 repetições.

Abdominal Canivete

Abdominal canivete é exercício básico para deixar a barriga definida. © iStockphoto.com/AntonioGuillem

Flexione as duas pernas em direção ao abdômen enquanto flexiona o tronco ao mesmo tempo. Durante a execução do exercício, não deixe os pés encostarem no chão, nem relaxe o tronco. A ideia é aproximar ao máximo o tronco das pernas, deixando apenas o bumbum no chão. Execute o exercício em 3 ou 4 séries de 12 repetições.

Agachamento

Agachamento trabalha quase todos os músculos dos membros inferiores. © iStockphoto.com/ARTEM VARNITSIN

Fique em pé com os pés na linha do quadril e com os braços apoiados nos ombros ou estendidos à frente do tronco. Agache jogando o quadril para trás, movimentando o menos possível a coluna. Os joelhos não devem ultrapassar a linha dos pés e deve-se formar um ângulo de 90º. Execute o exercício em 3 ou 4 séries de 12 repetições (para mulheres com treino mais avançado, pode ser adicionado uma carga).

Tríceps Banco

Tríceps banco pode ser feito até apoiada na escada. © iStockphoto.com/Antonio_Diaz

Com as mãos apoiadas em um banco, deixe os pés firmes no chão. Flexione e estenda os cotovelos até formar um ângulo de 90°, mantendo a postura (coluna ereta e abdômen contraído). Esse exercício contra a flacidez dos braços pode ser realizado também, com os pés apoiados em um banco ou em uma bola. Execute o exercício em 3 ou 4 séries de 12 repetições.

Afundo

Afundo trabalha coxas e glúteos. © iStockphoto.com/undrey

Em pé com os pés afastados na largura dos ombros, deixe os braços estendidos ao lado do corpo. Dê um passo para frente e flexione o joelho até que a coxa da perna que avançou esteja paralela com o chão. A perna ficará em 90º e a coluna sempre ereta. Retorne à posição inicial e repita, usando a outra perna (pode ser realizado intercalando as pernas ou realizando todas a repetições em uma perna e depois na outra). Para mulheres com nível mais avançado, pode ser utilizado halteres nas mãos, ao lado do corpo. Execute o exercício em 3 ou 4 séries de 10 a 12 repetições.

Descubra cinco alimentos que ajudam a manter a pele saudável no verão

Descubra cinco alimentos que ajudam a manter a pele saudável no verão

Com mudanças simples na dieta, é possível melhorar o aspecto da pele e postergar o aparecimento de sinais causados pela idade

Por Revista Donna – 29 de Janeiro de 2019

Sabia que dá para manter a pele saudável e sem manchas com alimentos? A nutricionista Cleonice Pereira destaca cinco deles que podem ajudar, especialmente durante os dias mais quentes.

— Se fizermos apenas algumas mudanças simples na dieta, podemos melhorar muito a condição da pele e postergar o aparecimento de sinais causados pela idade – explica ela.

Confira:

Abacate
Fonte de vitaminas E, C e antioxidantes, o abacate ajuda na hidratação e brilho da pele.

Leia também: Dicas pele saudável

Melancia
Rica em vitamina e minerais, como A, C e B6, fósforo, potássio, cálcio, magnésio e ferro, contribui também para a hidratação de todos os órgãos.

Maçã
É um alimento quase completo, que cuida da saúde ocular e previne várias patologias, inclusive vários tipos de câncer. A maçã também é excelente para ajudar as células na restauração e proteção contra o envelhecimento precoce.

Leia também:

Açaí: com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, fruta do verão pode salvar sua pele e cabelo

Cenoura
Além de ser um dos alimentos mais ricos em betacaroteno – potente antioxidante responsável por sua cor alaranjada -, a cenoura é fonte poderosa de fibras e minerais, como fósforo, potássio, cálcio e sódio, vitamina A, B2, B3 e C. Todos esses nutrientes são responsáveis por manter o bom estado da pele e das mucosas e contribui para a cor saudável da pele. A cenoura pode ser consumida de várias formas: cruas, cozidas ou em sucos.

Foto: Pixabay
Manga
Responsável pelo rejuvenescimento, a fruta é fonte de vitamina e também é rica em antioxidantes. Além de combater os radicais livres, a manga é capaz de regenerar a cútis, evitando rugas, linhas de expressão e remover as toxinas existentes no organismo.

Bichectomia: a cirurgia para reduzir bochechas

Bichectomia: a cirurgia para reduzir bochechas

O formato do rosto é uma das questões mais delicadas para as mulheres, que têm a auto-estima afetada por bochechas mais salientes e a ossatura arredondada, dando a impressão de que têm quilos a mais, quando na verdade estão dentro do peso que gostariam. Maquiagem e corte de cabelo ajudam a disfarçar o problema, mas agora uma técnica cirúrgica surge como opção para quem não aceita os caprichos da natureza.

A última novidade para afinar o rosto é a bichectomia, cirurgia de nome estranho que retira gordura das bochechas para diminuir o aspecto de “cara de bolacha”. Obviamente muitas celebridades apresentam o resultado da intervenção, uma das mais famosas sendo Angelina Jolie.

bochechas

Ainda há controvérsia sobre qual profissional deveria realizar a operação: dentistas ou apenas médicos? De qualquer forma, a cirurgia é feita com anestesia local, da mesma forma como seria feito uma extração do siso. Pode se rusada sedação para conforto do paciente.

Leia também: Bichectomia o que comer depois

Por dentro da bochecha é feita uma incisão pequena e parte da gordura da Bola de Bichat (daí o nome do procedimento) é retirada. O paciente se recupera em casa, com aplicações de gelo para o inchaço e evitando sol por vários dias, além de tomar medicamento adequado e indicado pelo profissional.

A bichectomia não é reversível, ou seja, a gordura retirada não “cresce” de novo. Pessoas magras apresentam resultados mais expressivos, mas o aumento ou perda de peso não vai influenciar a região onde foi feito o procedimento, que custa cerca de R$5 mil.

Veja algumas mulheres famosas que apresentam bons resultados do procedimento (você não achava que elas tinham todas esse rosto marcadinho, com maçãs proeminentes, não é?):