O que mais comer para se tornar mais confiante na cama?

O que mais comer para se tornar mais confiante na cama?

Melhora a motilidade dos espermatozóides. Há resveratrol na casca da fruta – é ele quem é responsável pela atividade da proteína fértil.

Atum

O peixe mais útil para os homens. Ele contém muita vitamina D, que aumenta os níveis de testosterona no sangue em 90%. Cientistas austríacos também descobriram que esse peixe tem um efeito positivo nas moléculas de DNA contidas no sêmen.

Abacates e Nozes

As gorduras não podem ser completamente removidas da dieta. Nocivo, contribuindo para a formação de colesterol, bloqueando vasos, substitua a planta. Abacates são o que você precisa. Útil e nozes para ereções.

Romã

O estudo mostrou que 47% dos homens que consumiram suco de romã diariamente notaram uma melhora significativa na potência. Mas note que os sucos embalados do supermercado mais próximo são de utilidade inferior ao espremido na hora.

Leia também: Remédio para Impotência Anvisa

Alho

Contém cortisol – uma substância que preserva os recursos energéticos do corpo. É graças a ele que os espermatozóides propositadamente se movem em direção ao óvulo. Mas antes da data, o alho não deve ser abusado.

Mel

Este produto contém óxido de boro e nitroso, que aumenta o fluxo sanguíneo em 50%. Como medida preventiva, coma diariamente uma colher de chá do produto.

Leite

Proteína do leite – uma fonte de testosterona, que também tem um efeito positivo no crescimento muscular. Este produto também remove o hormônio feminino estrogênio do corpo. De onde ele veio dos homens? Acumula no corpo com a idade, bem como com a paixão pela cerveja.

Ovos

O dia é ótimo para comer três ovos. Esta é a quantidade que não prejudica o coração e os vasos sanguíneos com colesterol. Além disso, é clara de ovo – o material que é necessário para a formação de espermatozóides.

O que remover da dieta?

Alimentos para uma ereção não incluem o uso de produtos que os homens amam tanto. Portanto, esteja preparado para o fato de que a comida que você come diariamente e achou saborosa, terá que ser abandonada. Quais alimentos prejudicam a função sexual?

  1. Carne gorda, provocando a formação de colesterol. Isso leva a um fluxo sangüíneo prejudicado no corpo, particularmente na região pélvica, o que causa problemas com a potência. Substitua carne de porco e carne bovina por carne de frango ou de coelho. Neste caso, não frite e asse o produto.
  2. Especiarias – saborosa, mas nem sempre é útil. Alimentos picantes, picantes e salgados excessivos reduzem as ereções.
  3. Refrigerante, café, cerveja. Como resultado da pesquisa, foi possível provar que essas bebidas reduzem a libido.
  4. Nutrição esportiva, se contiver suplementos com esteróides.

Agora você sabe o que ajuda na ereção e quais produtos são melhor removidos do menu diário. Escolhendo uma dieta saudável e adequada, você não só pode restaurar a função sexual, mas também melhorar a condição de todo o organismo. É fácil, experimente e você!

Alternativas naturais

Alternativas naturais

Qual é a semelhança entre o leite materno humano e o veneno da aranha mais letal do mundo? Acredite ou não, mas ambos disseram que ajudam na disfunção erétil, a questão raramente discutida que pode incomodar um homem em qualquer idade.

A ‘cura’ do veneno da aranha foi descoberta por pesquisadores brasileiros e americanos. Eles descobriram que as toxinas da aranha perdida brasileira podem causar uma ereção em ratos impotentes dentro de vinte minutos após a administração. O remédio para leite da mãe foi uma invenção de Jeff, de 34 anos, admitiu em um reality show americano chamado Sexo Estranho que beber o leite de sua esposa – diretamente do mamilo – o deixou tão excitado que teve seus problemas na cama. resolvido.

Felizmente, essas duas soluções bizarras não são as únicas alternativas para a pílula azul, cujo nome é hoje quase sinônimo do tratamento da disfunção erétil. Qualquer um que bloqueie, em vez de se entusiasmar com a idéia de usar uma droga com efeitos colaterais, às vezes perigosos, contra seus problemas de ereção, pode experimentar uma das muitas ervas e alimentos disponíveis. Não tenha medo: não há veneno de aranha ou leite materno.

Ginseng asiático (Panax ginseng)

Leia também: Maca Peruana

O que é isso? 
Esta espécie de panax? também chamado de ginseng chinês ou coreano? é considerado o “rei das ervas” em muitos países. Suplementos são feitos a partir da raiz desta planta. É um pouco de forma humana, com protuberâncias que se parecem com braços e pernas. Na Ásia, a erva é popular por seu efeito rejuvenescedor em todo o corpo, mas em todo o mundo é famosa por seu efeito sobre o membro masculino.

Já foi provado? 
A maneira padrão de provar se um produto funciona é compará-lo com um placebo. Muitos dos testes controlados por placebo foram feitos com o ginseng asiático. Um estudo geral de seis desses tipos de estudos pelo Instituto Coreano de Pesquisa Nutricional mostrou que o ginseng asiático tem um efeito significativo sobre a disfunção erétil 1 . Em um desses estudos, homens que tomaram 1.800 mg de extrato de ginseng todos os dias durante três meses apresentaram melhora da libido, incluindo uma ereção mais duradoura 2 .

A desvantagem
Embora o ginseng seja geralmente seguro, raramente pode causar problemas de sono. Pessoas com pressão alta não tratada devem tomar cuidado com o ginseng.

Dieta potenciadora

Segundo a pesquisa , uma dieta mediterrânea pode contribuir para uma melhor ereção, por isso coma muitos dos seguintes alimentos:

  • Frutas como maçãs, bagas, pêssego, toranja, melão, morangos e tomates
  • Legumes, como aipo, brócolis, quiabo, berinjela, alcachofra, alface, pimenta e batata-doce
  • Legumes como feijão canelini, feijão branco, lentilhas vermelhas e verdes, grão de bico
  • Peixes como sardinha, salmão, cavala e truta (uma ou duas vezes por semana)
  • Aves como frango e peru (evitar carne vermelha)
  • Pão integral, cereais, arroz e macarrão
  • Iogurte sem açúcar e sabores
  • Nozes, como amêndoas, nozes, nozes, pistache, castanha de caju e pinhões
  • Sementes como sementes de abóbora, sementes de gergelim e sementes de girassol
  • Azeite, em especial as variedades extra-virgens
  • Ervas e especiarias, como alho, canela, orégano, hortelã, salsa e coentro

Outras maneiras de continuar

  • Limite seu tamanho da barriga. De uma nova pesquisa mostra que uma grande quantidade de gordura pode piorar a vida sexual em torno da cintura. Homens com uma grande circunferência abdominal têm mais problemas de ereção e ejaculação do que homens com cintura estreita. Apenas perder 7 centímetros ao redor da cintura pode ajudar, disseram os pesquisadores.
  • Mexa-se Há indícios de  que o treinamento de endurance é bom para homens com disfunção erétil, portanto saia do carro com mais frequência e tente correr, pedalar ou nadar algumas vezes por semana.
  • Pense holisticamente. Uma disfunção erétil pode ser um sinal de outros problemas de saúde, como uma doença cardíaca, diabetes ou até mesmo um distúrbio do sono. Consulte um médico alternativo qualificado que possa diagnosticar e tratar quaisquer outras condições.
  • Pare de tomar remédios. Um grande número de drogas tem sido associado à disfunção erétil, portanto, verifique sua caixa de comprimidos (assim como a caixa Pare de usar essas drogas). Se utilizar alguma destas substâncias, leia o folheto informativo ou consulte o seu médico.
  • Pare outros maus hábitos. Outras drogas que podem estragar sua vida sexual são nicotina e álcool. Deixar de fumar e deixar a cerveja depois do trabalho pode dar-lhe um impulso.
  • Considere uma terapia. Estresse, ansiedade, depressão e outros problemas de saúde mental podem causar ou exacerbar a disfunção erétil. Ao lidar com esses problemas profissionalmente – talvez em conexão com problemas de relacionamento – você pode resolver em grande parte os problemas de ereção.

Proteja sua ereção

Proteja sua ereção

1. Assista sua testosterona

Mesmo em homens saudáveis, o nível de testosterona diminui à medida que envelhecem. Todos os anos, após os 40 anos, a quantidade de testosterona diminui em aproximadamente 1,3%.

Se você sofre de uma baixa libido , humor, diminuição da resistência e problemas na tomada de decisões, então pode haver uma falta real de testosterona. Isso também pode ser uma causa de ereções ‘suaves’. O médico pode determinar uma deficiência.

2. Evite esteróides anabolizantes

Essas drogas, que são frequentemente usadas por atletas e fisiculturistas, podem fazer com que os testículos encolham e, assim, atrapalham ou até reduzem a produção de testosterona.

Leia também: Viagra Natural funciona

3. Pare de fumar

fumo de cigarros pode prejudicar os vasos sanguíneos e reduzir o fluxo de sangue para o pênis. Além disso, a nicotina faz com que os vasos sanguíneos se contraiam. Isso também impede o fluxo sanguíneo para o pênis.

4. Cuidado com sexo arriscado

Às vezes, a disfunção erétil resulta de uma lesão peniana que surgiu durante o sexo. Golpes duros, sexo muito selvagem ou uma vagina seca podem causar tal ferimento. Portanto, é necessário cuidado.

5. Restringir o estresse

O estresse psicológico eleva o nível do hormônio adrenalina. Este hormônio faz com que os vasos sanguíneos se contraiam. Isso pode ser ruim para uma ereção. A redução da tensão e uma sensação de bem-estar emocional é de grande valor para a vida sexual do homem.

Homens com disfunção erétil têm melhor controle do coração

Homens com disfunção erétil têm melhor controle do coração

Já se sabia que a disfunção erétil e a insuficiência cardíaca compartilham alguns fatores de risco, incluindo obesidade, tabagismo e diabetes. Mas, segundo os pesquisadores, a disfunção erétil nos homens nunca foi considerada um precursor da doença cardiovascular. Eles publicaram os resultados de um estudo sobre isso na revista científica americana Circulation .

Durante o estudo, 200 homens foram cuidadosamente examinados durante quatro anos. A condição para participar do estudo foi que os indivíduos não apresentavam nenhuma doença cardiovascular no início. Metade deles tinha disfunção erétil e seis por cento deles tiveram que lidar com um problema cardíaco. Para os homens sem problemas de ereção, isso foi de apenas 2,4 por cento. Urologistas belgas têm respondido ao link suspeito há algum tempo.

Leia também: Como aumentar o pênis Anvisa

O processo cardiovascular no pênis

O pênis é um órgão que precisa se encher de sangue para ficar rígido e ter uma ereção. Se esse processo não ocorrer mais ou for mais difícil, há uma boa chance de haver um problema com o coração e os vasos. “Geralmente sugerimos que o coração seja examinado por disfunção erétil”, disse Jo Stragier , urologista do hospital de Jessa, em Hasselt.

Quando um homem não consegue mais ter uma ereção em seis meses, nós o enviamos para um especialista em coração.

Segundo Jo Stragier, os urologistas encaminham explicitamente um paciente com disfunção erétil a um especialista em coração em dois casos específicos: “Quando o paciente está prestes a tomar o viagra para remediar o problema, primeiro recomendamos um check-up. A maioria dos pacientes pode tomar as pílulas, mas há algumas exceções “. O Viagra faz com que as artérias se expandam, incluindo as do pênis. Por exemplo, o coração precisa bombear menos sangue.

Quanto mais rápido a gravidade da disfunção erétil se desenvolve, maior a chance de haver uma conexão com problemas cardiovasculares. ‘Quando um homem não pode ter uma ereção em seis meses, nós a enviamos para um especialista em coração. Lá, eles provavelmente verão que o coração se mete em problemas com um esforço ”.

DOENÇA DE PEYRONIE (INCLINAÇÃO DO PÊNIS)

DOENÇA DE PEYRONIE (INCLINAÇÃO DO PÊNIS)

O QUE É ISSO? 

A doença de Peyronie é uma condição na qual ocorre um espessamento local do tecido conjuntivo (cicatriz) no pênis. Isso garante que os corpos inchados do pênis não possam esticar completamente durante a ereção. O pênis será então inclinado na direção do espessamento. A inclinação pode ser horizontal ou vertical. 
A doença geralmente se desenvolve entre 40 e 60 anos; em homens jovens geralmente após um trauma, por exemplo, quando o pênis foi subitamente dobrado em posição de ereção. A causa em outros casos ainda não está clara. Suspeita-se que além dos mecanismos inflamatórios e / ou das células do tecido conjuntivo hiperativas, a hereditariedade desempenha um papel. Cerca de 15% dos homens com doença de Peyronie também sofrem da doença de Dupuytren. Esta condição provoca espessamento do tecido conjuntivo nas palmas das mãos. 
Depois que a doença se desenvolve, a curvatura do pênis pode aumentar por um ano e geralmente se estabiliza após um ano. Geralmente é uma pequena curvatura que dá poucos problemas. Mas, em casos raros, há uma curva muito séria, às vezes até mais de 60 °. 

Leia também: Estimulante sexual Anvisa

COM QUE FREQUÊNCIA ISSO OCORRE? 

A doença de Peyronie ocorre em 1 a 2 por 1.000 homens. 

COMO VOCÊ PODE RECONHECER ISSO? 

Com a doença de Peyronie, você sente um nó duro na parede do pênis. O pênis é torto durante uma ereção. Isso pode ser doloroso. Se os nódulos empurram os nervos, é possível que a glande fique entorpecida. Cerca de metade dos homens com doença de Peyroniereduz a qualidade e duração da ereção , com problemas durante a relação sexual. Esses problemas sexuais podem dar origem a problemas psicológicos. 

COMO O SEU MÉDICO DETERMINA A CONDIÇÃO? 

O médico faz o diagnóstico baseado na sua história e no exame clínico. Ao examinar o pênis, ele geralmente sente um caroço alongado na pele. Ele também examina sua próstata para se certificar de que esses nódulos não têm nada a ver com o câncer de próstata . Além disso, é útil para o médico ver a curvatura do pênis na ereção. Por isso, é recomendável trazer uma foto disso. Ele irá encaminhá-lo para um ultra-som. Este exame dá uma boa imagem da cicatriz e da circulação sanguínea no pênis.

O QUE VOCÊ PODE FAZER SOZINHO? 

Você não pode fazer nada sobre a doença de Peyronie em si. É importante prestar atenção aos efeitos colaterais do distúrbio, como a intimidade afetada e o sexo. Discuta isso abertamente com seu parceiro. Desta forma, você impede que você pense negativamente sobre si mesmo e / ou se torne deprimido. Se você não pode mais fazer amor, você pode discutir possíveis alternativas juntos em uma conversa aberta. 

O QUE O SEU MÉDICO PODE FAZER? 

A condição desaparece em cerca de metade dos casos sem tratamento. Em caso de problemas graves, a cirurgia corretiva pode ser considerada. Isso só é possível após a estabilização da doença (geralmente um ano após o início dos sintomas). Se o sexo ainda for bem sucedido com a condição, a cirurgia não é recomendada. 

5 maneiras naturais para superar a disfunção erétil como superar a disfunção erétil

5 maneiras naturais para superar a disfunção erétil como superar a disfunção erétil

Você consegue correr tão rápido quanto aos 20 anos de idade? Bata uma bola de beisebol tanto quanto você poderia uma vez? Bash uma bola de tênis com a mesma velocidade e rotação?

Provavelmente não.

Mas mesmo com a idade, ainda há muitas maneiras de permanecer no jogo e aproveitá-lo. Isso é verdade tanto no sexo quanto no esporte.

Leia também: Estimulante sexual masculino e feminino, qual é o melhor

A disfunção erétil (DE) pode ocorrer por vários motivos. Às vezes é tão simples quanto o efeito colateral de um medicamento em particular. Mas para cerca de 75% dos homens, a causa é mais complexa. A DE pode resultar de doença vascular, doença neurológica, diabetes ou tratamentos ou cirurgias relacionados à próstata.

Se você atualmente sofre de disfunção erétil ou está esperando para contornar esta condição, tente estas dicas para superar ED para uma melhor saúde e uma vida sexual melhor.

Comece a andar. De acordo com um estudo de Harvard, apenas 30 minutos de caminhada por dia estavam ligados a uma queda de 41% no risco de disfunção erétil. Outra pesquisa sugere que o exercício moderado pode ajudar a restaurar o desempenho sexual em homens obesos de meia-idade com DE.
Coma direito. No Massachusetts Male Aging Study, comer uma dieta rica em alimentos naturais, como frutas, legumes, grãos integrais e peixes – com menos carne vermelha e processada e grãos refinados – diminuiu a probabilidade de ED.
Preste atenção à sua saúde vascular. A hipertensão arterial, o alto nível de açúcar no sangue, o colesterol alto e os altos níveis de triglicérides podem danificar as artérias do coração (causando ataque cardíaco), no cérebro (causando derrame) e levando ao pênis (causando disfunção erétil). Uma cintura em expansão também contribui. Verifique com seu médico se o seu sistema vascular – e, portanto, seu coração, cérebro e pênis – está em boa forma ou precisa de um ajuste através de mudanças de estilo de vida e, se necessário, medicações.
O tamanho é importante, então fique magro e fique magro. A cintura é uma boa defesa – um homem com uma cintura de 42 polegadas é 50% mais propenso a ter DE do que um com uma cintura de 32 polegadas. Perder peso pode ajudar a combater a disfunção erétil, portanto, chegar a um peso saudável e ficar lá é outra boa estratégia para evitar ou corrigir ED. A obesidade aumenta os riscos de doença vascular e diabetes, duas das principais causas de disfunção erétil. E o excesso de gordura interfere com vários hormônios que podem ser parte do problema também.
Mova um músculo, mas não estamos falando de seu bíceps. Um forte assoalho pélvico aumenta a rigidez durante as ereções e ajuda a impedir que o sangue saia do pênis pressionando uma veia-chave. Em um estudo britânico, três meses de séries de duas vezes ao dia. Exercícios de Kegel (que fortalecem esses músculos), combinados com biofeedback e conselhos sobre mudanças no estilo de vida – parar de fumar, perder peso, limitar o consumo de álcool – funcionaram muito melhor do que apenas conselhos sobre mudanças no estilo de vida.

Fonte: https://www.valpopular.com/estimulante-sexual-masculino-qual-e-o-melhor/

Conheça também: > Xanimal funciona

Como prevenir a impotência sexual

Como prevenir a impotência sexual

Homem interessado em como prevenir a disfunção erétil andando pela praia com seu parceiro
A disfunção erétil (DE) é muito comum. Isso afeta muitos homens com mais de 40 anos, mas é bastante comum para homens mais jovens também.

Existem várias maneiras diferentes de evitar e tratar a disfunção erétil, incluindo mudanças no estilo de vida, medicação e uso de dispositivos.

O que posso fazer para evitar a disfunção erétil?
Existem algumas maneiras fáceis de evitar a disfunção erétil (disfunção erétil), uma das quais é ajudar você a se excitar e ficar excitada. Quando você está envolvido em uma situação sexual, seus sentidos e conforto desempenham papéis importantes para conseguir e manter uma ereção.

Algumas maneiras de ajudar a melhorar a excitação são:

Leia também: Impotência sexual masculina e feminina

Preliminares com o (s) seu (s) parceiro (s)
Reduzindo os níveis de estresse por não pensar em trabalho ou outros problemas. Tente e concentre-se no presente
Tentando coisas novas com seu (s) parceiro (s) e mantendo a comunicação aberta entre você
Se você bebe muito ou toma drogas recreativas, isso também pode ser uma razão para você ter uma disfunção erétil. Esses efeitos podem continuar mesmo quando os efeitos da substância parecem estar gastos. Por isso, lembre-se de levar isso em consideração se você estiver com DE. Fale com seu médico ou médico on-line se estiver achando difícil beber ou usar drogas ilícitas.

Outra abordagem para evitar a disfunção erétil são alguns exercícios simples do assoalho pélvico, também conhecidos como exercícios de Kegel. Estes podem ajudar a melhorar o fluxo sanguíneo para o pênis e fortalecer os músculos ao redor da virilha. Você pode fazer isso quase em qualquer lugar – apertar os músculos pélvicos e segure por 5 segundos, e depois solte. Repita estes exercícios algumas vezes com um descanso no meio e mude de posição entre sentar e ficar de vez em quando. Você deve repetir esses exercícios de 2 a 3 vezes por dia para obter o máximo benefício deles.

Ordem tratamento da disfunção erétil
4 embalagens de 50mg Pfizer Viagra comprimidos revestidos por película
Viagra
a partir de £ 32,00

4 pacote de 50mg de citrato de sildenafil comprimidos revestidos por película
Sildenafil
a partir de £ 15,00

frente do pacote contendo 4 comprimidos revestidos por película de 50mg Viagra Connect
Viagra Connect
a partir de £ 19.99

4 embalagens de Cialis 10mg tadalafil comprimidos revestidos por película
Cialis
a partir de £ 43,00

Ver todos os tratamentos
Como faço para parar minha saúde física afetando minhas ereções?
A disfunção erétil (DE) pode ser causada por algumas causas físicas diferentes. Os mais comuns são diabetes, pressão alta e colesterol alto. Se você perceber que não consegue obter ou manter uma ereção, pode ser útil conversar com seu médico sobre a realização de exames para causas médicas, principalmente se você ingerir muito álcool ou se não tiver a dieta mais saudável.

Se você toma medicação regularmente, pode ser que o ED seja um dos seus efeitos colaterais – por isso, vale a pena verificar cuidadosamente os seus medicamentos para ver se isso está listado. Alguns medicamentos comuns que são conhecidos por causar ED são:

Medicamentos para pressão alta e diuréticos
Antidepressivos e ansiolíticos
Anti-histamínicos
Antiinflamatórios não-esteróides, como Naproxeno
Medicamentos quimioterápicos
Relaxantes musculares
Se você está com disfunção erétil e acha que sua medicação pode ser a causa, é importante que você não pare de tomar seus medicamentos, mas consulte seu médico sobre os sintomas, pois eles podem prescrever uma medicação alternativa.

Ser fisicamente saudável é uma das melhores maneiras de evitar a disfunção erétil. É uma boa ideia:

perder peso se você estiver com excesso de peso
pare de fumar se você fuma
exercício diário
coma saudavelmente
tente encontrar maneiras de reduzir a ansiedade e o estresse
Manter-se ativo e ter um estilo de vida saudável ajudará a melhorar seu bem-estar físico e psicológico, bem como os sintomas de disfunção erétil.

Algumas pessoas acreditam que níveis baixos de testosterona podem causar disfunção erétil. Se você está pensando em receber a terapia de reposição de testosterona (TRT), é importante saber que a baixa testosterona é rara e nem sempre afeta o desejo sexual ou a capacidade de ter uma ereção. O tratamento só deve ser iniciado por um especialista depois de você ter testado e aconselhado adequadamente sobre o tratamento.

Muitos homens consideram tomar TRT para melhorar os sintomas da disfunção erétil. Mas há muitas outras possíveis causas e é mais provável que o DE esteja ligado a outras causas físicas, de estilo de vida ou psicológicas.

Como faço para parar meu estado mental afetando minhas ereções?
Se você está se sentindo ansioso sobre sexo ou seu desempenho sexual, isso pode afetar o seu bem-estar mental. Essa ansiedade pode ser uma causa da disfunção erétil (DE). Se isso acontecer para você, você pode achar que um conselheiro pode oferecer alguma ajuda. Essa pode ser uma maneira de ajudar seu estado mental a afetar suas ereções.

É importante cuidar da sua saúde psicológica e emocional. Ser honesto e aberto sobre o que você está passando é um bom primeiro passo, especialmente se você estiver com sintomas de depressão ou ansiedade. Falar com o seu médico é uma boa ideia, porque eles podem ajudá-lo a encontrar opções de tratamento e

Conheça também: > Xanimal funciona

Disfunção erétil

Disfunção erétil

Para muitos homens, um exame físico e responder perguntas (histórico médico) são tudo o que é necessário para um médico diagnosticar a disfunção erétil e recomendar um tratamento. Se você tem condições crônicas de saúde ou seu médico suspeita que uma condição subjacente pode estar envolvida, você pode precisar de mais testes ou uma consulta com um especialista.

Leia também: Como aumentar o pênis 

Os testes para condições subjacentes podem incluir:

Exame físico. Isso pode incluir um exame cuidadoso de seu pênis e testículos e verificar seus nervos para sensação.
Exames de sangue. Uma amostra do seu sangue pode ser enviada para um laboratório para verificar se há sinais de doença cardíaca, diabetes, baixos níveis de testosterona e outras condições de saúde.
Testes de urina (urinálise). Como exames de sangue, testes de urina são usados ​​para procurar por sinais de diabetes e outras condições de saúde subjacentes.
Ultra-som. Este teste é geralmente realizado por um especialista em um consultório. Envolve o uso de um dispositivo semelhante a uma varinha (transdutor) sobre os vasos sanguíneos que alimentam o pênis. Ele cria uma imagem de vídeo para que seu médico veja se você tem problemas de fluxo de sangue.

Este teste é feito às vezes em combinação com uma injeção de medicamentos no pênis para estimular o fluxo sanguíneo e produzir uma ereção.

Exame psicológico. Seu médico pode fazer perguntas para detectar depressão e outras possíveis causas psicológicas da disfunção erétil.
Tratamento
A primeira coisa que seu médico fará é certificar-se de que você está recebendo o tratamento certo para quaisquer condições de saúde que possam estar causando ou piorar sua disfunção erétil.

Dependendo da causa e gravidade de sua disfunção erétil e de quaisquer condições de saúde subjacentes, você pode ter várias opções de tratamento. O seu médico pode explicar os riscos e benefícios de cada tratamento e irá considerar as suas preferências. As preferências do seu parceiro também podem desempenhar um papel em suas escolhas de tratamento.

Medicamentos orais
Medicamentos orais são um tratamento de disfunção erétil bem sucedido para muitos homens. Eles incluem:

Sildenafil (Viagra)
Tadalafil (Adcirca, Cialis)
Vardenafil (Levitra, Staxyn)
Avanafil (Stendra)
Todos os quatro medicamentos aumentam os efeitos do óxido nítrico – um químico natural que o corpo produz e relaxa os músculos do pênis. Isso aumenta o fluxo sanguíneo e permite obter uma ereção em resposta à estimulação sexual.

Tomar um destes comprimidos não produzirá automaticamente uma ereção. A estimulação sexual é necessária primeiro para causar a liberação de óxido nítrico de seus nervos penianos. Esses medicamentos amplificam esse sinal, permitindo que alguns homens funcionem normalmente. Os medicamentos orais contra a disfunção erétil não são afrodisíacos, não causam excitação e não são necessários em homens que têm ereções normais.

Os medicamentos variam em dosagem, quanto tempo eles trabalham e efeitos colaterais. Possíveis efeitos colaterais incluem rubor, congestão nasal, dor de cabeça, alterações visuais, dor nas costas e dor de estômago.

Seu médico irá considerar sua situação específica para determinar qual medicamento pode funcionar melhor. Esses medicamentos podem não tratar sua disfunção erétil imediatamente. Você pode precisar trabalhar com o seu médico para encontrar a medicação e dosagem corretas para você.

Antes de tomar qualquer medicação para a disfunção erétil, incluindo suplementos e remédios fitoterápicos, informe o seu médico. Medicamentos para a disfunção erétil não funcionam em todos os homens e podem ser menos eficazes em certas condições, como após a cirurgia da próstata. ou se você tem diabetes Alguns medicamentos também podem ser perigosos se você:

Tome medicamentos de nitrato – comumente prescritos para dor no peito (angina) – como nitroglicerina (Minitran, Nitro-Dur, Nitrostat, outros), mononitrato de isossorbida (Monoket) e dinitrato de isossorbida (Dilatrate-SR, Isordil)
Tem doença cardíaca ou insuficiência cardíaca
Tem pressão arterial muito baixa (hipotensão)
Outros medicamentos
Outros medicamentos para a disfunção erétil incluem:

Auto-injeção de alprostadil. Com este método, você usa uma agulha fina para injetar alprostadil (Caverject Impulse, Edex) na base ou na lateral do pênis. Em alguns casos, os medicamentos geralmente usados ​​para outras condições são usados ​​para injeções penianas por conta própria ou em combinação. Exemplos incluem papaverina, alprostadil e fentolamina. Muitas vezes, essas medicações combinadas são conhecidas como bimix (se duas medicações forem incluídas) ou trimix (se três estiverem incluídas).

Cada injeção é administrada para criar uma ereção com duração não superior a uma hora. Como a agulha usada é muito fina, a dor do local da injeção é geralmente menor.

Os efeitos colaterais podem incluir sangramento leve da injeção, ereção prolongada (priapismo) e, raramente, formação de tecido fibroso no local da injeção.

Supositório uretral de alprostadil. A terapia intrauretral de Alprostadil (Musa) envolve a colocação de um pequeno supositório de alprostadil dentro do seu pênis na uretra peniana. Você usa um aplicador especial para inserir o supositório na sua uretra peniana.

Fonte: https://www.mulherk.com.br/como-aumentar-o-penis-de-verdade/

Conheça também: > https://www.valpopular.com/xanimal-funciona/

Impotência Masculina: Causas e Soluções

Impotência Masculina: Causas e Soluções

Um dos pontos importantes para a vida do homem é a sua sexualidade, e quando ele não consegue ter uma relação sexual ou quando não está satisfeito com seu desempenho na cama isso pode afetar toda a sua vida.

A autoestima fica abalada e o organismo pode debilitar-se em decorrência de estados psicológicos que o problema pode causar.

Impotência MasculinaA impotência sexual é um problema que pode atingir homens de todas as idades, ou seja, não se trata de um problema que chega com a idade, porque essa é somente um dos fatores que pode ocasionar a impotência.

Muitos homens submetem dificuldade para manter uma ereção, mas poucos falam sobre o assunto, porém, é importante saber o que causa a impotência sexual masculina, mas também é importante conhecer a sua solução.

Se você está sofrendo com a impotência sexual e perdeu o vigor que tinha na cama, então descubra o que pode estar causando esse problema. Mas leia nosso artigo até o final porque vamos te apresentar uma solução simples, funcional e que não traz efeitos colaterais.

Saiba mais: Prime Male preço

Alguns hábitos prejudiciais à saúde podem afetar o desempenho sexual do homem, como o consumo de bebidas alcóolicas, o uso de entorpecentes, o sedentarismo, o consumo excessivo de medicamentos e também cigarro. Além desses fatores, conheça algumas doenças que causam impotência sexual:

– Problemas Hormonais: Os baixos níveis de testosterona, hormônio masculino, podem atrapalhar o desempenho sexual. Assim como as mulheres, os homens podem sofrer carência hormonal quando em idade mais madura. Problemas com a tireoide também podem causar a disfunção.

– Colesterol alto: Quando o nível do colesterol se eleva no organismo pode acontecer o estreitamento dos vasos sanguíneos. Esse problema também pode atingir os vasos da região peniana e impedir que o sangue flua livremente para essa área do corpo, atrapalhando a ereção.

– Diabetes: a diabetes é uma doença silenciosa e traiçoeira que traz inúmeros problemas para o organismo, incluindo a disfunção erétil. Essa doença danifica os vasos sanguíneos e também os nervos do pênis, atrapalhando no desempenho sexual.

– Hipertensão: assim como a diabetes, a hipertensão danifica os vasos sanguíneos de todo o corpo, inclusive da região peniana.

– Neuropatias: doenças do sistema nervoso também podem aumentar o risco de disfunção erétil, porque as mensagens enviadas pelo cérebro para o pênis podem não ser recebidas, o que não permitirá que o fluxo sanguíneo ideal chegue até ele.

– Doenças cardiovasculares: essas doenças diminuem o fluxo sanguíneo em todas as artérias do corpo, inclusive as que estão ligadas ao pênis, e sem esse fluxo ideal não é possível manter a ereção ou mesmo iniciá-la.

– Cirurgias e lesões: os vasos sanguíneos ou os nervos da região peniana podem ser danificados após cirurgias do reto, próstata ou da bexiga e ainda quando sofridas lesões na região pélvica (fato que pode acontecer com atletas de ciclismo pelo atrito excessivo do selim com essa região).

Causas psicológicas da impotência sexual

Além das causas orgânicas que podem ocasionar a impotência sexual, alguns problemas psicológicos também podem fazer com que o homem perca a potencia sexual, e entre os problemas psicológicos que causam esse mal estão:

Ansiedade: muitos homens sentem ansiedade quanto ao seu desempenho sexual, pensam que não vão agradar a mulher ou querem agradar a todo custo, e essa ansiedade acaba atrapalhando ainda mais seu desempenho.

Estresse: essa doença moderna também pode atrapalhar no desempenho sexual. O estresse não permite que o homem relaxe ou se concentre, e essa tensão não o deixa a vontade na hora do sexo, influenciando na ereção.

Depressão: sendo uma faca de dois gumes, a depressão pode tanto acarretar o problema da disfunção como ser uma das suas consequências. O homem deprimido não consegue ter um bom desempenho sexual e é acometido de disfunção erétil. Ao mesmo tempo, quando enfrenta o problema da disfunção, o homem pode sentir uma baixa estima e então deprimir-se por não conseguir ter uma vida sexual ativa.

Baixa estima: os homens que sentem vergonha de si mesmos, seja por qualquer motivo, podem se sentir inferiores aos outros homens e isso atrapalha seu desempenho sexual, pois acreditam que não são capazes de agradar uma mulher ou então que uma mulher jamais gostará dele por esse ou aquele motivo. Esse sentimento pode desencadear a impotência sexual, o que reduz ainda mais sua autoestima podendo levar à depressão.

Insegurança: quando um homem sente-se inseguro ele permite que o nervosismo não o deixe se concentrar e aproveitar os momentos. Por não conseguir relaxar na hora do sexo ele pode sofrer com a impotência sexual e não conseguir ter uma ereção. A insegurança também pode ser por não ter experiência, por medo de não agradar a parceira ou por sentir vergonha de seu corpo.

A solução para impotência sexual

Note que os problemas que podem ocasionar a impotência são variados, e que grande parte deles exige uma mudança de postura ou de hábitos do homem. É por isso que a ingestão de medicamentos para combater a impotência pode não ser a solução, afinal, eles trazem ainda mais problemas.

Mas será que a impotência tem cura?

Se você sofre com a impotência sexual precisa conhecer o PROGRAMA TURBINANDO O DESEMPENHO SEXUAL, que se trata de um método natural para devolver ao homem o desejo por sexo e para que ele tenha um bom desempenho na cama, surpreendendo sua parceira.

O Turbinando o Desempenho Sexual não se trata de um tratamento com medicamentos, mas de um método natural que vai buscar a solução para a impotência de uma maneira segura e sem contra indicações. Trazendo de volta, toda a sexualidade para o casal.

O MÉTODO TRAZ RESULTADOS MUITO RÁPIDOS, EM APENAS 48 HORAS, E NINGUÉM PRECISA SABER QUE VOCÊ ESTÁ SE TRATANDO CONTRA A IMPOTÊNCIA.

Trata-se de um MÉTODO SEGURO, RÁPIDO E DISCRETO de mudar de vez esse capítulo da sua vida.

Ao trabalhar o seu organismo e sua mente de uma maneira natural você verá resultados rápidos, que vão te devolver o otimismo e automaticamente tudo em sua vida vai mudar.

Com a vida sexual ativa de novo seu corpo volta a trabalhar com saúde, sua mente fica tranquila e você cibar a sua segurança e confiança, além de voltar a sentir satisfação sexual.

Se você não acredita que deve procurar pro um médico para solucionar problemas físicos, faça isso, porém, como o Turbinando o Desempenho Sexual se trata de um método natural, ele são vai interferir em seu tratamento, assim, se você vai começar um tratamento ou já está se tratando, alcance resultados mais rápidos utilizando o método ao mesmo tempo.

Não continue se sentindo frustrado com seu desempenho sexual. EXPERIMENTE O TURBINANDO O DESEMPENHO SEXUAL E recupere sua sexualidade, salve seu casamento e volte se relacionar com as mulheres sem medo de falhar na hora H. Saiba mais nessa página.

E tudo isso, sem o efeito colateral que os remédios ocasionam, apenas usufruindo de resultados positivos e rápidos. Acesse o site para saber mais.

Conheça também: > Xanimal reclame aqui

Problemas do micro pênis

Desde o nascimento, é chamado de micro pênis se o pênis de um menino com um comprimento inferior a 1,9 cm (após alongamento e medido a partir do osso púbico até a ponta da glande) e se este pequeno está associado a nenhuma mal formação peniana.

A aparência de um micropênis geralmente é causada por um problema hormonal. Se o tratamento não for implementado, o micropênis pode persistir na idade adulta, tendo o homem um pênis inferior a 7 centímetros no estado flácido (em repouso). Embora pequeno em tamanho, o micropênis é normalmente sexualmente ativo.

Na entrada da puberdade, o limite para falar de micropênis é de 4 centímetros, depois de menos de 7 centímetros na puberdade.

O pênis começa a se desenvolver já na sétima semana de gestação. Seu crescimento depende dos hormônios fetais.
O pênis contém corpos esponjosos e cavernosos, os corpos esponjosos que cercam a uretra, que canalizam a urina para fora. O pênis se desenvolve ao longo dos anos sob a ação da testosterona. Seu desenvolvimento amplifica no momento da puberdade.

Na idade adulta, o tamanho “médio” de um pênis é entre 7,5 e 12 centímetros em repouso e entre 12 e 17 centímetros durante a ereção.

O desafio dos profissionais de saúde para detectar micropênis é que os homens tendem a achar o sexo muito pequeno. Em um estudo 1 realizado com 90 homens em busca de micropênis, 0%teve um micropênis após exame e mensuração pelo cirurgião. Em outro estudo recentemente publicado 2 , dos 65 pacientes encaminhados por seu médico a um especialista em micropênis, 20, cerca de um terço, não apresentavam micropênis. Estes homens pensaram que tinham um pênis muito pequeno, mas quando um especialista tomou a medida depois de esticá-lo, ele encontrou medidas normais.
Alguns homens obesos também se queixam de ter um sexo muito curto. Na realidade, muitas vezes é um ”  pênis enterrado  “, cuja parte anexada ao púbis é cercada por gordura púbica, fazendo parecer menor do que é na realidade.

O tamanho do pênis não afeta a fertilidade ou o prazer masculino durante um ato sexual. Um pênis, mesmo pequeno, permite ter uma vida sexual normal. No entanto, um homem que julgue seu sexo muito pequeno pode ser complexado e ter uma vida sexual que não o satisfaça.

Se você passa por algum problema sexual relacionado ao seu pênis conheça o estimulante sexual masculino Forteviron.

Diagnóstico de micropênis

O diagnóstico de micropênis envolve a medição do pênis. Durante esta medição, o médico começa alongando o pênis 3 vezes, puxando gentilmente a glande. Então ele a solta. A medida é praticada com uma regra rígida do osso púbico, no lado ventral. Se um micropênis é diagnosticado, uma avaliação hormonal é realizada para encontrar a causa do micropênis e tratá-lo da melhor forma possível.

Causas de micropênis

As causas do micropênis são variáveis. Em um estudo recentemente publicado 2 , dos 65 pacientes acompanhados, 16 ou quase um quarto não encontraram a causa do seu micropênis.

As causas de um micropênis podem ser hormonais (o caso mais frequente), ligadas a uma anomalia cromossômica, a uma malformação congênita ou idiopática, isto é, sem causa conhecida, sabendo-se que os fatores ambientais jogam provavelmente papel. Um estudo no Brasil sugeriu uma causa ambiental para o micropênis: a exposição a inseticidas durante a gravidez pode aumentar o risco de malformação genital.

A maioria dos casos de micropênis seria devido a uma deficiência hormonal relacionada à testosterona fetal durante a gravidez. Em outros casos, a testosterona é produzida adequadamente, mas os tecidos que compõem o pênis não reagem à presença desse hormônio. Isso é chamado insensibilidade dos tecidos aos hormônios.

Conheça também: > Xanimal onde preço